Nevralgia de causa local | Selecções do Reader's Digest

Nevralgia de causa local

A nevralgia pode estar concentrado na musculatura mastigatória que entra em tensão contínua. A nevralgia pode acontecer devido a uma luxação do maxilar ou fractura de algum osso da face, que podem causar dores e grande desconforto. Consulte o seu médico.

Sintomas:

+ Dores do mesmo tipo que no caso de nevralgia essencial, que surgem de forma espontânea, mais contínuas e sem zona desencadeante. Estão associadas a outros sinais (ao nível dos dentes ou dos seios perinasais), que permitem em geral detectar a causa. Em muitos casos, a nevralgia é devida a uma causa conhecida (luxação do maxilar inferior, fractura dos ossos da face, traumatismo, tumor, abcesso, cálculo das glândulas salivares).

Pessoas mais em risco:

+ Com excepção das vítimas de traumatismo da face e dos doentes com um tumor, as pessoas que sofrem de nevralgia sintomática da face têm, na sua maioria, problemas dos dentes, por vezes demasiado negligenciados, em qualquer idade.

Porque dói?

A riqueza da inervação sensitiva da face explica que qualquer lesão dessa zona (infeção, inflamação, inchaço, fractura) provoca dores, que surgem principalmente no território do nervo trigémeo.

As causas locais responsáveis pela excitação anormal das terminações sensitivas de um dos ramos do nervo trigémeo são:

+ Pulpite dentária ao nível de um dente cariado (dor de dentes associada, agravada pelo calor e pelo frio);

+ Artrite dentária aguda, com risco de infecção local;

+ Dente sobrecarregado por uma obturação ou uma prótese mal ajustada;

+ Abcesso devido a uma cárie não tratada;

+ Dente do siso num jovem adulto (pericoronarite de desinclusão);

+ Sinusites e rinites (dores periorbitais);

+ Disfunção temporomaxilar.

O que pode fazer?

+ Tome um antálgico habitual (aspirina, paracetamol) de 4 em 4 horas se a dor não ceder, sem ultrapassar o total de 3 g/ dia.

+ Aplique sobre o rosto um saco de gelo envolvido numa toalha macia.

Consulte um médico ou um dentista se lhe parecer evidente que a causa é de origem dentária.

Que tratamentos?

Medicamentos

Antálgicos mais fortes se os habituais não forem suficientes durante o tempo necessário para tratar a causa e evitando os tratamentos prolongados:

+ Medicamentos à base de noramidopirina, clometacina, fenoprofeno, glafenina, dextropropoxifeno;

+ Por vezes mesmo, durante um curto período, analgésicos superiores de tipo morfínico, mas prescritos com prudência, tendo em conta os inconvenientes (efeitos adversos, intolerância, habituação) e o risco de encobrir uma evolução desfavorável da causa local.

+ Tratamento da causa local: cuidados locais, antibióticos, anti-inflamatórios. O médico pedirá exames complementares (radiografia, análises de sangue) ou indicar-lhe-á um especialista.

Cirurgia

+ O cirurgião-dentista trata ou extrai o dente em causa.

+ O estomatologista pode ter que lancetar um foco de infecção ao nível da boca.

+ O otorrinolaringologista intervém nos problemas dos seios perinasais ou do nariz.

As outras medicinas

Acupunctura

Pode ter grande interesse no tratamento da dor.

Auriculoterapia

Pode ser útil no alívio da dor, mas não actua sobre a maior parte das causas locais.

Homeopatia

É eficaz no tratamento da dor.

Que prevenção?

Quando a causa é de origem dentária, não se esqueça de que a boa saúde dos dentes é a melhor prevenção contra este tipo de dor.

Vote it up
136
Gosta deste Artigo?Vote!

Faça um Comentário

  

 

 

 

Loja

 

Magnesium€ 39,60

1001 remédios caseiros Prostate € 54,90
Brain Essentials € 29,85 Termómetro Digital Beurer FT 60 € 49,95
Ultramax Collagen€ 39,60 Gingko-Go!€ 34,95
Visite o site das Marcas de Confiança

 

 

 

 
 
 

Newsletter

Precisa-se: Uma Boa História!

Escreva-nos e poderá ganhar:

50€ por cada história verídica e inédita que for publicada em Flagrantes da Vida Real.
20€ por cada texto publicado em Rir é o Melhor Remédio.

Envie-nos!

 

 
 

Newsletter