Algia vascular | Selecções do Reader's Digest

Algia vascular

A algia vascular acontece na face, que é uma das zonas do corpo de maior sensibilidade. Ali se encontram os principais orgãos dos sentidos. A extrema sensibilidade desta área advêm-lhe dos dois nervos trigémeos que a inervam.

Sintomas

Dor violenta de instalação súbita, que começa à volta do olho e se propaga rapidamente para a têmpora, podendo afectar toda a metade do rasto. Sensação de queimadura ou de que um lado do rosto (sempre o mesmo) está a ser arrancado, que afecta a têmpora, o olho, a bochecha, o maxilar e os dentes, acompanhada por vezes de lacrimejo, de um olho vermelho, de sensação de narina entupida do mesmo lado e de náuseas.

A dor pode irradiar até ao pescoço e a nuca e surge por acessos, com um início progressivo. Aparece com frequência de noite, atinge o ponto máximo após 5 minutos e tem recrudescências insuportáveis. O acesso dura de 15 minutos a 2 ou 3 horas e desaparece tão rapidamente como apareceu, mas pode repetir-se durante vários dias seguidos à mesma hora. Este período de dores pode prolongar-se 1 a 2 meses, sobretudo na Primavera e no Outono (em média, 2 períodos de crise por ano).

Pessoas mais em risco

Doença rara que afecta mais os homens entre os 20 e os 50 anos.

Porque dói?

A dor pode dever-se a uma alteração transitória do calibre dos vasos sanguíneos que vascularizam a face (mecanismo mal conhecido, possivelmente comparável ao da enxaqueca). Pode também afectar uma pessoa que tenha sofrido de enxaquecas no passado. O frio ou o calor e o stress são factores desencadeantes, sobretudo em período de crise.

O que pode fazer?

+ Se a situação não é grave, um antálgico normal (aspirina, paracetamol) pode ser suficiente. Durante os períodos de crise, tome antiálgicos de 4 em 4 horas se a dor não ceder, mas não ultrapasse um total de 3 g/ dia.

+ Aplique um saco de gelo sobre o rosto ou, se preferir, ar quente com o secador de cabelo.

+ Se isto não resultar, consulte o médico.

Que tratamentos?

Medicamentos

+ No momento da crise aguda, o médico pode prescrever anti-inflamatórios: ergotamina por via oral, rectal ou nasal ou uma injecção subcutânea de sumatriptano. Inalar oxigénio puro (7 a 10 l/min.) pode ajudar a aliviar a dor.

+ O médico pode também prescrever um tratamento de fundo com os derivados de cravagem de centeio, betabloqueantes, inibidores cálcicos ou sumatriptano. Este novo medicamento, se for bem tolerado, é o mais indicado para tratamento de fundo.

Cirurgia

As técnicas de infi1trações com álcool ou de termocoagulação não têm qualquer interesse.

As outras medicinas

Acupunctura

Pode ser muito útil no tratamento da dor.

Auriculoterapia

O tratamento alivia as dores intensas. Podem ser necessários vários tratamentos, e muitas vezes tratamentos de manutenção, o que permite a regressão da doença.

Homeopatia

Podem utilizar-se os mesmos remédios que no caso de uma nevralgia do trigémeo, dando preferência ao Aconitum, Belladonna, Glonoinum, Lachesis e Sanguinaria.

Osteopatia

Salvo contra-indicação médica, podem obter-se acções reflexas pela manipulação dos
segmentos occiput – 1.ª vértebra cervical (Cl), C2-C3, C4-C5, C7 -D 1 1.ª costela. A técnica
crânio-sacral (mobilização do temporal, da cavidade bucal) tem bons resultados.

Que prevenção?

Evite consumir álcool sob qualquer forma, pois é o factor que desencadeia as crises em 70% dos casos.

Atenção – Não à automedicação!

Todos os medicamentos prescritos produzem efeitos adversos que podem implicar perturbações de maior ou menor gravidade. Cumpra rigorosamente a posologia e a duração do tratamento.

Vote it up
14
Gosta deste Artigo?Vote!

Faça um Comentário

  

 

 

 

Loja

 

Magnesium€ 39,60

1001 remédios caseiros Prostate € 54,90
Brain Essentials € 29,85 Termómetro Digital Beurer FT 60 € 49,95
Ultramax Collagen€ 39,60 Gingko-Go!€ 34,95
Visite o site das Marcas de Confiança

 

 

 

 
 
 

Newsletter

Precisa-se: Uma Boa História!

Escreva-nos e poderá ganhar:

50€ por cada história verídica e inédita que for publicada em Flagrantes da Vida Real.
20€ por cada texto publicado em Rir é o Melhor Remédio.

Envie-nos!

 

 
 

Newsletter