Esofagite por refluxo gastroesofágico | Selecções do Reader's Digest

Esofagite por refluxo gastroesofágico

Aprenda quais os sintomas e tratamentos de esofagite por refluxo gastroesofágico.

Sintomas:
Azia e sensação de queimadura no estômago ou atrás do esterno (pirose). Sensação de líquido que queima na boca. refluxo gastroesofágico pode provocar crise de asma nos asmáticos dor anginosa pessoas com doença das coronárias. Agravamento quando doente se inclina para frente ou se deita (sobretudo do lado direito), por compressão do abdómen (roupa apertada na cintura, obesidade, gravidez), refeições abundantes, ingestão de muitos líquidos bebidas alcoólicas.

Pessoas mais em risco
-Em qualquer idade, mais frequente na mulher a partir dos 60 anos. No recém-nascido, pode ser justificação do desconforto do bebé após biberão.

Porque dói?
-A acidez do conteúdo gástrico que reflui para o esófago provoca a inflamação da mucosa e a dor.

O que pode fazer?
-Evite as refeições muito abundantes, ricas em gorduras, e os alimentos ácidos (sumo de laranja, de tomate, legumes crus, bebidas gasosas, álcool, café, chá, chocolate, menta).
-Não se deite logo a seguir às refeições.
-Use roupa folgada que não aperte o abdómen.
-Durma com mais almofadas para ter a cabeça mais alta ou levante a cabeceira da cama.
-Evite os medicamentos que favorecem o refluxo (certos sedativos, antidepressivos tricíc1icos, anticolinérgicos). O excesso de peso favorece o refluxo; faça dieta.

Que tratamentos?
-O diagnóstico faz-se a maior parte das vezes durante a consulta. Em alguns casos, tem que ser confirmado por exames especiais: endoscopia digestiva alta e/ou pHmetria.

Medicamentos
-Os antiácidos(silicatos de magnésio e de alumínio) aliviam rapidamente a dor dos refluxos simples. Quando já se desenvolveu esofagite, prescrevem-se fármacos que protegem a mucosa esofágica (à base de alginatos, argila, de polivinilpolipirrolidona ou silicone) e outros que reduzem as secreções gástricas ácidas para prevenir as complicações e promover a cicatrização das lesões. Também podem prescrever-se medicamentos que actuam sobre a motricidade para facilitar o esvaziamento do esófago e do estômago. O tratamento permite aliviar os sintomas e tratar as lesões. O aspecto recorrente ou crónico requer muitas vezes um tratamento de manutenção.

No entanto, nem todas as esofagites são devidas a refluxo gastroesofágico. Podem ser virais (herpes, varicela, zona, VIR), bacterianas, micóticas, por ingestão acidental de substâncias cáusticas, medicamentosas (antibióticos, aspirina e anti-inflamatórios: por precaução, beba muita água com estes medicamentos). Também se desenvolvem esofagites após radioterapia ao tórax, sobretudo com quimioterapia associada.

Cirurgia
-Raramente se impõe o recurso à cirurgia, que consiste na execução de uma válvula anti-refluxo entre o esófago e o estômago.

As outras medicinas
Acupunctura
-Em complemento do tratamento, a acupunctura intervém para tentar restabelecer a boa circulação da energia. Segundo a medicina chinesa, o refluxo esofágico é típico de uma circulação da energia em contracorrente.

Homeopatia
-Muito eficaz nas regurgitações ácidas e nas lesões que provocam, em complemento do tratamento.

Mesoterapia
-Em complemento, a injecção subcutânea de antiácidos na região epigástrica proporciona alívio.

Naturoterapia
-A higiene alimentar, sobretudo no que respeita às associações de alimentos, é indispensável para diminuir a gravidade do refluxo. Recomendam-se os tratamentos locais à base de argila.

 

Vote it up
187
Gosta deste Artigo?Vote!

Faça um Comentário

  

 

 

 

Loja

 

Magnesium€ 39,60

1001 remédios caseiros Prostate € 54,90
Brain Essentials € 29,85 Termómetro Digital Beurer FT 60 € 49,95
Ultramax Collagen€ 39,60 Gingko-Go!€ 34,95
Visite o site das Marcas de Confiança

 

 

 

 
 
 

Newsletter

Precisa-se: Uma Boa História!

Escreva-nos e poderá ganhar:

50€ por cada história verídica e inédita que for publicada em Flagrantes da Vida Real.
20€ por cada texto publicado em Rir é o Melhor Remédio.

Envie-nos!

 

 
 

Newsletter